Todos os artigos

Mover tarefas, pastas e projetos

Usuários comuns e externos em todos os tipos de contas podem mover tarefas, pastas e projetos.

⏱ 1.5 minuto de leitura

Visão geral

Tarefas, pastas e projetos no Wrike residem em outro projeto, pasta ou espaço ou diretamente na seção "Compartilhado comigo". Você pode alterar onde tarefas, pastas e projetos residem movendo-os de um local para o outro. 

Informações importantes

  • Quando você move um item do Wrike para um projeto, pasta ou espaço diferente, ele é automaticamente compartilhado com todos os usuários que têm acesso ao projeto, pasta ou espaço para o qual ele foi movido.
  • Quando você move os itens do Wrike para a seção "Compartilhado comigo", eles mantêm suas configurações de compartilhamento atuais. Eles não serão compartilhados com ninguém em sua conta.
  • Para incluir tarefas, pastas e projetos em vários locais (em vez de movê-los de um local para o outro), leia nossa página sobre rotulagem.
  • Quando você move um projeto, pasta ou tarefa, todos os seus subprojetos, subtarefas e subpastas são automaticamente movidos também.

Mover uma tarefa

  1. No painel de navegação esquerdo, selecione um projeto, pasta ou espaço.
  2. Alterne para a exibição de lista.
  3. Selecione a tarefa que deseja mover para outro local (não solte o botão do mouse após clicar nele).
  4. Arraste a tarefa para o painel de navegação esquerdo e solte-a no projeto, pasta ou espaço no qual deseja incluí-la.

Mover um projeto ou pasta

  1. Selecione um projeto ou pasta no painel de navegação esquerdo.
  2. Arraste o projeto ou a pasta para que fique sobre o nome do local para onde gostaria de movê-lo.
  3. Solte o botão do mouse quando o projeto ou a pasta estiver sobre o item apropriado na estrutura de pastas.

Seu projeto ou pasta é agora um subprojeto ou subpasta da pasta ou do projeto selecionado ou foi movido para o espaço selecionado.

Para tornar um subprojeto/subpasta um projeto/pasta de nível superior, seu rótulo deve ser removido. Leia nossa página sobre rotulagem.

0 comentário

Artigo fechado para comentários.

Alto